Decoração de interiores

A mulher com cabeça de 

lâmpada

segura a cabeça na

mão esquerda.

O braço direito há muito 

que fugiu, a

pele acizentou-se

e os seios

ficaram à mostra.

Envergonhada, a

mulher virou costas

e irritou-se com a 

poesia. Em

protesto, calcou

uma antologia de

2000 poemas rosados

e ficou assim

sentada à

janela de uma sala de estar 

lisboeta

enquanto lá fora

o rio a ponte o sol e

alguns barcos

existem

e dentro da sala

dois miúdos comem

gaspacho 

com oregãos.