Corri vinte minutos

Corri vinte minutos e achei as coisas bem, cheias de sol. Apontei o dedo para casa, para aquelas duas bochechas muito bonitas e sorridentes, e pensei no realismo jurídico e mágico da vida, e cantei o verso, contigo sou agradecido, contigo sou sempre agradecido, e continuei.