Algumas linhas

É engraçado como, pensando bem, o argumento de Jean Cohen sobre soberania e globalização a partir do pluralismo sabe a pouco. Mas agora vamos começar a preparar um euro digital, por isso… preciso de um livro. Tenho três, e a Carolina dois. Mas apesar de cinco ser um número bom, penso se não devia haver mais um, só para o caso. Há quem leia nas férias o policial do airbnb onde está hospedado – lembro-me de um tempo em que avaliava airbnbs com base nos livros e filmes que por lá encontrava. Parece-me uma boa ideia: ler, explorar. Estamos a fazer as malas, levamos máquina fotográfica e sapatos para caminhar. Queria fazer uma lista de canções, mas não fiz nenhuma lista de canções. Teria Bruno Pernadas, João Bosch, 2nd Grade, Chai, Hand Habits, e… o Jacinto faz anos hoje, relembrando-nos mais uma vez que a juventude não é uma idade e sim um estatuto, um modo de vida. Cantemos, então.